Representações sociais acerca da violência doméstica das mulheres moradoras do da comunidade do Paranoá/Itapoã de Brasília-DF

Autores

  • Silmara Torri Varela Estudante do Curso de Graduação de Gestão em Saúde Coletiva.
  • Neura Angélica de Oliveira Oliveira
  • Janete Neres Neres Freire
  • Pedro Augusto S. A. Rosendo Ferreira
  • Selma Oliveira Santos
  • Ximena Pamela Díaz-Bermudez Díaz-Bermudez Professora Adjunta do Departamento de Saúde Coletiva, Universidade de Brasília.
  • Helena Eri Shimizu Professora Associada do Departamento de Saúde Coletiva, Universidade de Brasília.

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v6i3.1169

Resumo

O estudo investiga as representações sociais de mulheres com relação à violência doméstica, e, particularmente, da violência contra mulher. O objetivo geral é identificar os significados atribuídos pelas mulheres ao fenômeno da violência de gênero, buscando compreender categorias próprias de interpretação do fenômeno da violência doméstica, assim como os recursos disponíveis para apoiar às mulheres em situação de violência. Metodologicamente, o estudo lança mão de uma abordagem triangulada entre a Teoria das Representações Sociais e a Etnografia. Foram realizadas entrevistas com 30 mulheres que concordaram em participar do estudo. As entrevistas foram processadas pelo software Alceste, que distribuiu as falas das entrevistadas em quatro classes, onde a 1 e a 4 remetem, respectivamente, à prática da violência e à forma como ela se perpetua, seu conceito e representação social, enquanto que as categorias classificadas como 2 e 3 dizem respeito à fragilidade da Lei Maria da Penha e a falta de credibilidade na sua aplicação.

Biografia do Autor

Neura Angélica de Oliveira Oliveira

Estudante do Curso de Graduação de Gestão em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília.

Janete Neres Neres Freire

Estudante do Curso de Graduação de Gestão em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília.

Pedro Augusto S. A. Rosendo Ferreira

Estudante do Curso de Graduação de Gestão em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília.

Selma Oliveira Santos

Estudante do Curso de Graduação de Gestão em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília.

Downloads

Publicado

2012-08-23