Juventude, sexualidade e saúde no universo rural: um olhar antropológico
PDF

Como Citar

Fernandes, M. M. M., & Castro, S. P. (2014). Juventude, sexualidade e saúde no universo rural: um olhar antropológico. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 8(2), Pág. 225-242. https://doi.org/10.18569/tempus.v8i2.1521

Resumo

O trabalho de cunho etnográfico tem como objetivo compreender, a partir do habitus, a aprendizagem e a vivência da sexualidade em jovens mulheres pertencentes às comunidades rurais do Pantanal Mato-grossense, no distrito de Joselândia – município de Barão de Melgaço. Foi desenvolvido de outubro/2007 a novembro/2008 e definiu-se como recorte para investigação mulheres na faixa etária de 14 a 20 anos que já vivenciaram experiências sexuais, resultando, ou não, na gravidez. Como recursos metodológicos foram utilizados: caderno de campo, observações diretas, fontes icnográficas e realizadas 32 entrevistas semiestruturadas. Caracterizar a vivência da sexualidade e da gravidez na juventude como um problema de saúde, enfatizados em estudos sobres as temáticas, denota desconsiderar os significados simbólicos sobre suas experiências no universo rural com especificidades culturais próprias. Os dados do estudo apontam que a vivência da sexualidade para jovens mulheres nesse lócus investigativo passa a se constituir um problema de saúde pela inexistência na localidade de ações de saúde que lhes garantam assistência, com resultados desastrosos para elas, que ficam susceptíveis a Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), à gravidez indesejada, sem atendimento pré-natal e ao parto.
https://doi.org/10.18569/tempus.v8i2.1521
PDF