O Círculo de Cultura: estratégia de educação popular em saúde para trabalhadoras rurais

Autores

  • Lucimare Ferraz Ferraz Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo. Docente adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapeco). Endereço: Av. Senador Attílio Fontana, 591-E. Efapi –Chapeco-SC. Cep: 89809-000. Fone: (49) 3321-8215
  • Fatima Ferretti Ferretti Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de São Paulo. Docente do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapeco).
  • Letícia Lima Trindade Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapeco) e da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).
  • Vanesa Nalin Nalin Especialista em Saúde pública, CENSUPEG - SC. Enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Itaberaba, SC.

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v8i2.1519

Resumo

O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de educação popular, orientada pelo Círculo de Cultura, sobre os riscos laborais presentes no cotidiano de trabalho das mulheres trabalhadoras rurais. Realizou-se uma pesquisa-ação, com abordagem qualitativa. Participaram 16 profissionais da Estratégia Saúde da Família e 15 mulheres de um município de Santa Catarina. Foram realizadas entrevistas individuais com os profissionais, observação da rotina de trabalho das mulheres e atividades de Educação Popular em Saúde. O material discursivo foi analisado pela técnica de Análise de Conteúdo. As interpretações desse material permitiram conhecer os riscos presentes nas atividades das mulheres trabalhadoras, e o desenvolvimento do Círculo de Cultura proporcionou, pelos saberes dos participantes, a produção de conhecimentos para o enfrentamento dos riscos laborais e o fomento do autocuidado no trabalho no meio rural. Por fim, considera-se que Círculo de Cultura é uma estratégia de educação em saúde que possibilita a ampliação do conhecimento popular e científico, propiciando avanços na promoção da saúde, na perspectiva de mobilizações individuais, coletivas e sociais.

Downloads

Publicado

2014-06-29

Como Citar

Ferraz, L. F., Ferretti, F. F., Trindade, L. L., & Nalin, V. N. (2014). O Círculo de Cultura: estratégia de educação popular em saúde para trabalhadoras rurais. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 8(2), Pág. 195-210. https://doi.org/10.18569/tempus.v8i2.1519