A educação em enfermagem com o pró-saúde: um estudo bibliométrico

Autores

  • Maria da Conceição Coelho Brito Coordenação Editorial - Editora Executiva - Editora Associada Tecnologia da Informação, Educação e Comunicação em Saúde - Universidade de Brasília - Núcleo de Estudos de Saúde Publica
  • Maria Socorro de Araújo Dias

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v7i3.1403

Resumo

O desafio contemporâneo do setor educacional e formar cidadãos competentes na prática dos saberes, capacidade de compreender e se adaptar no mundo, e no encontro de soluções para as situações cotidianas sobre as quais se deve refletir para ressignificar o saber. Objetiva-se realizar um estudo bibliométrico sobre as produções científicas referentes ao ensino de Enfermagem após a implantação do Programa Nacional de Reorientação da Formação em Saúde (Pró-Saúde). Foi realizado um estudo bibliométrico, descritivo e retrospectivo, na base de dados LILACS com o cruzamento simultâneo dos descritores “Currículo”, “Educação”, e “Enfermagem”. Foram selecionados 26 artigos dentre os anos de 2005 e 2012, os quais evidenciaram: ocorrência de descritores que constam na maioria no Decs; doutorado como a principal titulação informada dos autores; e uma concentração das pesquisas na região sudeste. Isto denota que ainda há fragilidades na disseminação das pesquisas em Enfermagem, fato associado a assimetria do sistema de pós-graduação brasileiro.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Coelho Brito, Coordenação Editorial - Editora Executiva - Editora Associada Tecnologia da Informação, Educação e Comunicação em Saúde - Universidade de Brasília - Núcleo de Estudos de Saúde Publica

Professora adjunta do Departamento de Saúde Coletiva, da Universidade de Brasília (UnB). Possui doutorado em Ciência da Informação pela UnB, mestrado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, especialização em Administração da Comunicação Empresarial e graduação em Jornalismo e Relações Públicas. Atualmente é coordenadora do Centro de Tecnologias Educacionais Interativas em Saúde, da Faculdade de Ciências da Saúde (CENTEIAS/FS) e pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos em Saúde Pública da UnB (NESP/CEAM/UnB), onde coordena a Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Informação em Comunicação em Saúde Coletiva (CNPq-Brasil). Foi consultora em projetos de inclusão digital para o Ministério das Comunicações. Tem experiência nas áreas das Ciências da Informação e da Comunicação com ênfase em Comunicação da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: informação e comunicação em saude, tecnologias da informação e comunicação em saúde, inclusão digital, alfabetização em informação e em comunicação, redes sociais e ensino a distância.

Downloads

Publicado

2013-11-02

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)