Análise do trabalho em saúde nos referenciais da humanização e do trabalho como relação de serviço.
PDF

Como Citar

Filho, S. B. S. (2011). Análise do trabalho em saúde nos referenciais da humanização e do trabalho como relação de serviço. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 5(1), Pág. 11-32. https://doi.org/10.18569/tempus.v5i1.987

Resumo

Este artigo apresenta eixos metodológicos de análise do trabalho em saúde, partindo dos referenciais da Política Nacional de Humanização/PNH e da concepção de trabalho como atividade e como relação de serviço. Embasados nesses referenciais, a análise toma como alvo os trabalhadores como sujeitos no contexto do processo de trabalho e as relações estabelecidas no/com o processo produtivo. Nessa perspectiva constroemse eixos e dimensões analíticas, buscando articular as seguintes finalidades: (i) subsidiar a implementação da prática de análises coletivas do trabalho; (ii) fomentar a participação ativa dos trabalhadores como sujeitos dessas atividades analíticas e; (iii) com isso, fomentar o aumento de sua capacidade de análise e de intervenção em seus processos de trabalho. Assim esperam-se efeitos em diferentes e indissociáveis sentidos: mudanças nas práticas de saúde, nas relações e subjetividades, numa permanente construção de autonomia e corresponsabilização com a transformação da realidade de trabalho e de si mesmos.
https://doi.org/10.18569/tempus.v5i1.987
PDF