Riscos relacionados à exposição de trabalhadores a quimioterápicos antineoplásicos: uma análise crítica da produção científica brasileira
PDF

Como Citar

Maia, P. G., & Brito, J. C. de. (2011). Riscos relacionados à exposição de trabalhadores a quimioterápicos antineoplásicos: uma análise crítica da produção científica brasileira. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 5(1), Pág. 251-265. Recuperado de //tempus.unb.br/index.php/tempus/article/view/930

Resumo

A produção científica brasileira sobre os riscos referentes à exposição de trabalhadores a quimioterápicos antineoplásicos (QA’s) foi analisada neste artigo com o objetivo de identificar os problemas específicos tratados. A análise permitiu evidenciar que os principais problemas abordados são: a questão da atribuição da responsabilidade pelo preparo de QA’s, o conhecimento ou desconhecimento dos trabalhadores sobre os riscos existentes na manipulação de QA’s e as medidas protetoras utilizadas ou não durante o manuseio de QA’s. Além disso, a adequação das práticas relacionadas ao manuseio de QA’s às normas preconizadas é tema recorrente nos estudos considerados, que convergem ao demonstrar a existência de uma distância entre ambas. Esse contraste pode estar relacionado, segundo os estudos, ao desconhecimento quanto aos riscos e às medidas de segurança no trabalho por parte da maioria dos trabalhadores bem como do fornecimento insuficiente ou inadequado de equipamentos de proteção e do treinamento insatisfatório. Contudo, ressalta-se que embora a literatura descreva medidas de proteção que são indiscutivelmente necessárias em certas atividades ligadas ao manuseio de QA’s, a abordagem deve ser mais ampla, abarcando principalmente, a política institucional e os saberes dos próprios trabalhadores.
PDF