Percurso das ações de promoção da saúde na residência multiprofissional: Análise à luz de um referencial europeu.

Autores

  • Solange Castro Evangelista
  • Lucas Dias Soares Machado
  • Ana Carolina Ribeiro Tamboril
  • Maria Rosilene Cândido Moreira
  • Maria Corina Amaral Viana
  • Maria de Fátima Antero Sousa Machado

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v11i1.2291

Palavras-chave:

Internato não médico, Promoção da Saúde, Educação.

Resumo

Este estudo objetivou descrever o percurso das ações de Promoção da Saúde na Residência Multiprofissional em Saúde a partir do referencial teórico do CompHP. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado em Brejo Santo, Ceará, no contexto da Residência Multiprofissional, com participação de 16 profissionais residentes. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e os dados foram organizados conforme Análise de Conteúdo e analisados com base na literatura e referencial teórico do CompHP. Foram construídas quatro categorias que representam os domínios de competências em promoção da saúde que caracterizam um processo sequencial e organizacional das ações de promoção da saúde: a) Diagnóstico; b) Planejamento; c) Implementação; e d) Avaliação e Pesquisa. As ações de promoção da saúde na Residência Multiprofissionais demonstraram seguir uma sequência lógica e estruturada condizente com os domínios de competências e etapas processuais de Diagnóstico, Planejamento, Implementação e Avaliação e Pesquisa.

Referências

Silva KL, Sena RK, Belga SMMF, Silva, PM, Rodrigues AT. Promoção da saúde: desafios revelados em práticas exitosas. Rev Saúde Pública. 2014;48 (1):76-85.

Heidemann ITSB, Costa MFBNA, Hermida PMV, Marçal CCB, Cypriano CC. Sistema de informação da atenção básica: potencialidades para a promoção da saúde. Acta Paul Enferm. 2015; 28(2):152-9.

Chiesa AM, Nascimento DDG, Braccialli LAD, Oliveira MAC, Ciampone MHT. A formação de profissionais da saúde: aprendizagem significativa à luz da promoção da saúde. Cogitare Enferm. 2007; 12(2):236-40.

Silva KL, Araujo FL, Santos FBO, Andrade AM, Basílio NC, Sena RR. O que vem se falando por aí em competências no ensino da promoção da saúde na formação do enfermeiro? ABCS Health Sci. 2015; 40(3):286-293.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância à Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

Teixeira MB, Sasonova A, Oliveira CCM, Ensgtrom EM, Bodstein RCA. Avaliação das práticas de promoção da saúde: um olhar das equipes participantes do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. Saúde Debate, Rio de Janeiro. 2014; 38(especial):52-68.

Dempsey C, Battel-Kirk B, Barry MM. Competências Principais em Promoção da Saúde – CompHP. Versão resumida. Paris: IUHPE, 2011.

Siqueira-Batista R, Gomes AP, Albuquerque VS, Cavalcanti FOL, Cotta RMM. Educação e competências para o SUS: é possível pensar alternativas à(s) lógica(s) do capitalismo tardio? Ciência & Saúde Coletiva. 2013; 18(1):159-170.

Cheade MFM, Frota OP, Loureiro MDR, Quintanilha ACF. Residência multiprofissional em saúde: a busca pela integralidade. Cogitare Enferm. 2013;18(3):592-5.

Nascimento DDG, Oliveira MAC. Competências profissionais e o processo de formação na residência multiprofissional em saúde da família. Saúde Soc. 2010; 19(4):814-827.

Amaral IM. Competência do enfermeiro para a promoção e educação em saúde da família [dissertação]. Itajaí / SC: Universidade do Vale do Itajaí. 2005.

Miguel JAM, Sanchez IL, Fonsexa RP, Fernandez RHL. Proceso formativo extensionista para el desarollo de destrezas en la promoción de salud. MEDISAN. 2015; 19(12).

Oliveira MM. Como fazer pesquisa qualitativa. 3. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

Ceará. Edital nº 63/2014. Governo do Estado do Ceará. Escola de Saúde Pública do Ceará. 2014.

Minayo MCS. O desafio do Conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. 10ª ed. São Paulo: Hucitec, 2007.

Severino AJ. Metodologia do trabalho científico. 23.ed. São Paulo. Cortez Editora, 2007.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução 466, de 12 de dezembro de 2012, aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília, 2012.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução 510, de 07 de abril de 2016, dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Brasília, 2016.

Freitass JD, Porto MF. Por uma epistemologia emancipatória da promoção da saúde. Trab. Educ. Saúde. 2011; 9(2):179-200.

Araújo Filho PAA, Maia IBC, Aragão JMN. Residência integrada em saúde: estratégia de educação permanente para o fortalecimento do SUS no Ceará. In: Lustosa AP, Candido JAB, Almeida MI. Residência integrada em saúde: experiências de ressignificação na formação e prática profissionais. Editora UECE, 2016.

Lustosa AP, et al. Reunião de equipe na atenção primária à saúde: experiência da residência integrada em saúde. In: Lustosa AP, Candido JAB, Almeida MI (ORG.) Residência integrada em saúde: experiências de ressignificação na formação e prática profissionais. Editora UECE, 2016.

Osorio AG, Alvarez CV. La Atencion Primaria de Salud: desafios para su implementacion en America Latina. Aten Primaria. 2013; 45(7):348-92.

Matuda CG, Aguiar DML, Frazão P. Cooperação interprofissional e a reforma sanitária no Brasil: implicações para o modelo de atenção à saúde. Saúde. Soc. 2013; 22(1):173-186.

Morosoni MVGC, Corbo AD. Modelos de atenção e a saúde da família. Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz, 2007.

Magalhães R.Constrangimentos e oportunidades para a implementação de iniciativas intersetoriais de promoção da saúde: um estudo de caso. Cad. Saúde Pública. 2015; 32 (7): 1427-1436.

Souza FPP, Machado LDS, Santana KFS, Rocha RMGS, Lopes MSV, Machado MFAS. Health promotion in multidisciplinar residency: contribuitions to the training process. Journal of Nursing Education and Practice. 2017; 7(6).

Leonello VM, Oliveira MAC. Construindo o diálogo entre saberes para ressignificar a ação educativa em saúde. Acta Paul Enferm. 2009;22(especial):916-20.

Publicado

2017-07-14