O primeiro contato com os pacientes na prática hospitalar.

Autores

  • Aline Gonçalves da COSTA Coordenação Editorial - Editora Executiva - Editora Associada Tecnologia da Informação, Educação e Comunicação em Saúde - Universidade de Brasília - Núcleo de Estudos de Saúde Publica
  • Winnie Michelle Bergeron GARCIA
  • Ana Gracinda Ignácio da SILVA

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v8i3.1572

Resumo

Trata-se de um relato de experiência, cujo objetivo é descrever a experiência do primeiro contato com os pacientes na prática hospitalar ao nos depararmos com sentimentos nunca vividos anteriormente e a utilização do Método Diagnóstico da NANDA para uma possível Intervenção na consulta de enfermagem ao adulto. O modelo utilizado como estratégia diagnóstica nos permitiu uma maior reflexão sobre os problemas apresentados pelospacientes numa relação de diálogo, mudanças de autoconhecimento e de estrutura psicológica. E ainda, como a tomada de decisão diagnóstica na enfermagem envolve análises indutivas, dedutivas e intuitivas permeadas pela ética (relação enfermeiro-paciente) contextualizadas na prática do cuidar. Por isso, sentimos anecessidade de elaborar este estudo para relatar esta experiência frente às dificuldades do primeiro contato com as reflexões e os sentimentos afetivos ocorridos e a busca da prestação de um cuidado humanizado.

Biografia do Autor

Aline Gonçalves da COSTA, Coordenação Editorial - Editora Executiva - Editora Associada Tecnologia da Informação, Educação e Comunicação em Saúde - Universidade de Brasília - Núcleo de Estudos de Saúde Publica

Professora adjunta do Departamento de Saúde Coletiva, da Universidade de Brasília (UnB). Possui doutorado em Ciência da Informação pela UnB, mestrado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, especialização em Administração da Comunicação Empresarial e graduação em Jornalismo e Relações Públicas. Atualmente é coordenadora do Centro de Tecnologias Educacionais Interativas em Saúde, da Faculdade de Ciências da Saúde (CENTEIAS/FS) e pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos em Saúde Pública da UnB (NESP/CEAM/UnB), onde coordena a Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Informação em Comunicação em Saúde Coletiva (CNPq-Brasil). Foi consultora em projetos de inclusão digital para o Ministério das Comunicações. Tem experiência nas áreas das Ciências da Informação e da Comunicação com ênfase em Comunicação da Informação.

Downloads

Publicado

2014-12-24

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS