Saúde suplementar

Autores

  • José Antonio Iturri

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v8i1.1458

Resumo

Pode-se afirmar que a natureza, a forma e o grau de intervenção estatal na regulação da oferta e demanda de recursos envolvidos com as redes de cuidados e serviços de saúde mantêm correspondência com a extensão do direito à saúde e com os diversos tipos de sistemas organizados para efetivá-lo. No Brasil, à diferença de outros países que adotaram sistemas universais de saúde (Costa Rica, Canadá, Cuba), “o sistema público convive com um considerável mercado privado de planos e seguros de saúde”. ...

Downloads

Publicado

2014-03-29